Navegação – Mapa do site
Cultura 29 Capa
Descrição

Capa: Cesare Ripa, Iconologia, ed. Pádua, 1618

RAZÃO - (Ragione)

Uma jovem, armada, com a coroa de ouro na cabeça e os braços nus, e que na mão direita tenha uma espada e na esquerda um freio com que domina um leão, terá à cintura uma faixa branca preenchida com símbolos aritméticos.

Esta virtude, força da alma, é requerida por teólogos por ser a rainha que dá as verdadeiras e legítimas leis a todo o homem. Representa-se jovem armada porque é defendida e conservada pelo vigor da sabedoria, tomada muitas vezes dos antigos, a armadura exterior, como no signifi cado de Pallade, e noutras narrativas. A coroa de ouro que tem na cabeça mostra que a razão basta para evidenciar os homens de valor, dando-lhes esplendor, fama, apreço e clareza. Pelos braços nus se entende as obras, as quais, quando têm por base a verdadeira razão, não têm mácula ou qualquer suspeita que as cubra ou tolde. A espada é o rigor de que a razão se deve servir para manter o campo da virtude a salvo dos vícios predadores dos bens da alma. O freio na boca do leão sublinha o subjugar e submeter das sensações à razão, as quais por si próprias são ferocíssimas e indomáveis. Os símbolos aritméticos estão colocados porque com estes se fazem as razões na dita arte, provando as coisas reais.

Ficheiro original
  • Logo Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar
  • Revues.org