Navegação – Mapa do site
Capa Cultura Vol.28
Descrição
Capa: Cesare Ripa, Iconologia, ed. Pádua, 1618.
 
ARTIFITIO - (Artifício)
 
Homem com fato bordado e executado com muita habilidade, terá a mão direita apoiada num
cabrestante e com o dedo indicador da mão esquerda mostre um vaso que está ao seu lado cheio de abelhas, que se podem ver sobre a dita construção e muitas pelo ar voando.
Veste-se com um hábito nobre e elaborado (artifi cioso) porque a arte é por si nobre, de modo que
se pode chamar uma segunda natureza. Representa-se tendo a mão direita pousada sobre o cabrestante, através do qual demonstramos o artifício encontrado com indústria humana, vencendo amplamente a natureza e as tarefas difi cílimas, executadas com pouco esforço. Aristóteles ensina-nos nas Mecânicas que, por via da arte, superamos o que parece contrário à própria natureza, fazendo deslocar do seu lugar edifícios grandíssimos, usando o cabrestante. Mostra o vaso das abelhas, sendo estes animais o símbolo do artifício e da diligência como bem disse Salomão: Vade ad apem, & disce ab ea. E também Virgílio descreve elegantemente o artifício e a indústria das abelhas no primeiro livro da Eneida e, mais abundantemente, no 4 das Geórgicas.
Ficheiro original
  • Logo Centro de História d'Aquém e d'Além-Mar
  • Revues.org